sexta-feira, 12 de junho de 2015

Gays em novelas


    Tenho ouvido muitas pessoas falando sobre os gays nas novelas ultimamente. Algumas pessoas à favor, outras contra alegando que a presença de gays em novelas é um desserviço para a sociedade... Bem. O que eu vou dizer agora é a minha experiência com gays em novelas e a minha própria vida.
    Eu discordo dessas pessoas que dizem que o beijo gay, casais gays, são um desserviço para a sociedade. A simples presença de um gay em uma novela iluminou meu mundo, porque os pais se juntam com os filhos para falarem de várias coisas: falam sobre a primeira vez, falam sobre o uso de drogas, falam sobre as más companhias, mas não se reúnem para falarem sobre orientação sexual em momento algum. Pelo menos eu não me lembro de ter ouvido nada sobre o assunto. Então os filhos que são homossexuais crescem e vão tendo que descobrir as coisas sozinhos.
    Eu moro no interior. Então eu posso dizer sem nenhuma vergonha que eu nem sabia o que era gay quando já era chamado disso. No interior, pelo menos no passado, o que mais se ouvia eram coisas como boiola, baitola, viado, bicha, bichinha... Coisas do tipo. E isso eu sabia o que era, mas gay? Eu não fazia a menor ideia do que era. Eu me lembro de ter ouvido isso de um pedreiro que estava trabalhando aqui perto da minha casa. Eu estava indo para a casa do meu amigo e ele me chamou de gay... Não só disso... Todos os dias que eu passava ele tinha uma coisa nova para falar. Acho que ele se sentia mais hetero rindo de uma criança. Se sentia mais homem.
    Bem, que eu não gostava de garotas como os meus amigos gostavam eu descobri bem cedo. E foi então que eu comecei a me confundir nas coisas. Não no que eu gostava, mas nas nomenclaturas e nos estereótipos. Quando falavam sobre boiola era sempre um travesti. Então, na minha cabeça, todo gay se vestia como mulher. Mas eu não tinha a menor vontade de me vestir como mulher. Logo pensei que havia algo muito errado comigo. Porque eu não estava me encaixando no molde que eu conhecia de um homossexual.
    Eu ouço muitas pessoas falando que ser gay é uma opção. Parem com isso, vocês não fazem a menor ideia do que estão falando. Eu, quando era mais novo, tentei gostar de uma garota, juro que tentei. Não queria ser a pessoa que destoa do grupo. Quando se é adolescente você quer ser diferente, mas ser diferente e ainda assim pertencer a um grupo. Como eu poderia pertencer ao grupo gostando de homens sendo que os outros eram “normais”? Meninos com meninas. Meninas com meninos. Não havia meninas com meninas e meninos com meninos por aqui.
    Quando ganhei meu primeiro celular, eu devia ter uns catorze anos, eu comecei a descobrir que as coisas, em relação a gays, não eram exatamente como eu pensava. Entrei em uma sala chamada GLS Petrópolis. Nem mesmo sabia o que GLS queria dizer. Mas as pessoas que estavam naquela sala me explicaram tudo o que eu perguntei. O que era GLS, me disseram que não é por ser gay que é preciso se vestir como mulher... E a maior iluminação na minha vida, pra acabar de ver com qualquer confusão que eu pudesse ter foi a novela America. Sim, cheguei ao ponto principal do texto. Nessa novela tinha um cara chamado Júnior e ele era gay.
    Ver as cenas dele era uma coisa boa para mim, pois eu estava me vendo ali. Muitos dos pensamentos dele eram os meus, muitas das minhas preocupações eram as preocupações dele.
    Eu me lembro que surgiu uma polêmica, mais para o final da novela, em relação ao beijo. Lembro que eu estava super à favor, e não disfarçava minha opinião em relação a isso. Foi aí que minha mãe me perguntou se eu era gay. Porque na lógica do brasileiro, se você defende uma causa é porque você faz parte dela ou vai se beneficiar com ela. Bem, eu devia ter falado que era e estaria melhor hoje, mas eu simplesmente me calei. Não sei o que me deu.
    Bem, ela, depois disso, parece ter se esquecido completamente dessa conversa, pois age como se eu fosse hetero. E foi a mesma que disse que quem cala consente. Acho que ela se jogou no estereótipo de que gays são vaidosos e não usam barba e falam fino... Bem, não me encaixo em nenhum deles. Não sou vaidoso, estou parecendo um mendigo nesse momento. Uso barba, não falo fino... A meu jeito não deve se encaixar na concepção dela de “o que é um gay”.
    O beijo foi gravado na novela America, mas não foi ao ar. O que eu achei uma grande sacanagem. É como fingir que uma coisa que existe não existisse pra agradar algumas pessoas estúpidas demais para perceberem como é o mundo ao redor deles.
    Agora a novela Babilônia sofreu um boicote por causa de um beijo que foi ao ar. As pessoas dizem que é para defender os valores da “família tradicional brasileira”, mas o que eu vejo é uma grande hipocrisia das pessoas. Apenas isso. Os caras que defendem a família tradicional brasileira tem duas famílias, traem suas esposas na rua com qualquer uma... mas acho que isso faz parte dos planos da família tradicional brasileira, por a relação que ele tem quando trai é uma relação heterossexual.
    Dizem que vai contra a bíblia, como se todos fossem obrigados a seguir a bíblia só porque eles acreditam que o que está escrito nela é verdade. Existem várias crenças, vários deuses. Porque as pessoas tem que se curvar diante de um? Porque elas tem que acatar os “ensinamentos” de um deus que, muitas vezes, elas nem acreditam. São as suas crenças, você não pode querer que as pessoas vivam de acordo com elas.
    E nem vocês vivem de acordo com a bíblia que defendem. Pegam apenas as partes que agradam e usam. Eu não tenho mais religião. Quando passei a pensar demais na religião vi que não fazia sentido. Mas no tempo que eu permaneci na igreja, e não foi pouco, eu sempre ouvi que Deus pregava o amor. Mas não é o que eu vejo vindo das pessoas que dizem espalhar a palavra dele. E o pior é que tem várias pessoas que compram ideias deturpadas de padres e pastores sem nem mesmo pensar no que elas representam. Elas deixam os cérebros de lado e se tornam meros marionetes.
Parem com essa hipocrisia, por favor.
Não tem nenhum gay querendo acabar com a família tradicional brasileira. O pensamento dessas pessoas deve ser de que a “ditadura” gay quer mudar completamente o mundo, não? Devem ter a ideia de que se os gays puderem se casar eles, os heteros, terão que se casar com pessoas do mesmo sexo também. Não... Não queremos nada disso. É apenas igualdade... E para os que dizem que os gays querem direitos especiais... Parem. Apenas parem. Direitos iguais não são privilégios. Privilégio é você (igrejas) não pagar imposto.
    Ouvi pessoas falando que os autores de novela estão exagerando colocando muitos gays em novelas... Novamente, eu discordo. Existem mais gays do que você pensa, só que nem todos se assumem. Nem todos dão a cara pra bater. Eu vejo a presença de gays na novela como uma coisa normal. E imagino que esteja em várias novelas para que as pessoas vejam que é normal. Não é nenhum bicho de sete cabeças. Uma pessoa, por ser gay, não vai te agarrar. O problema que vejo quando as pessoas olham para os gays é que elas tiram todo o lado humano e deixam apenas o lado sexual. Como se os gays fossem a coisa do sexo, sem família, sem uma vida. Deve ser por isso que eles se chocam tanto ao ver um gay advogado na novela.
Acho que é na novela Babilônia, que ia ter outro casal gay, mas depois da recepção do público (hipócrita) o autor mudou um dos personagens. Não tenho visto a novela, pois a faculdade não deixa, mas ouvi dizer que um desses, que seriam gays, matou uma pessoa. E isso as pessoas aceitaram bem... Vendo essas pessoas que defendem a família tradicional brasileira eu só consigo rir. São ridículas demais e nem sei se percebem isso.
    Uma coisa, porque eu falei de família tradicional brasileira... Minha família não é uma... Fui criado por mulheres apenas. Fui criado pela minha mãe, pela minha avó, pela minha tia... Isso não é tradicional, não é? Faltou um pinto no meio.
    Bem, eu gostaria de agradecer muito a Glória Peres e o Bruno (não vou escrever o sobrenome porque eu não sei) por América... Conseguiram me tirar de uma confusão tremenda, de uma escuridão que as pessoas que estavam ao meu redor não eram capazes de desfazer.
    Um agradecimento enorme também para o Canal das Bee e para o Põe na Roda que também tem me ajudado a entender mais as coisas... Eu não sabia que um transexual pode não ser homossexual. E isso é uma coisa importante que as pessoas simplesmente ignoram. Elas querem explicar uma coisa complexa como a sexualidade com uma simples frase: “Deus criou o homem para a mulher.”
    A homossexualidade (Não é HOMOSSEXUALISMO) existe em várias espécies, mas somente a que se auto-intitula racional persegue as pessoas que são homossexuais. Acho que deveríamos repensar esse racional. Não só pela burrice em pensar que ser homossexual é uma escolha, mas por todo o resto também.

domingo, 7 de junho de 2015

O Boticário

    Bem, se você tem internet você viu a repercussão enorme que a propaganda d'o Boticário teve pelo simples fato de mostrar um casal formado por dois homens e um casal formado por duas mulheres. O que você achou? Eu, quando estava vendo a propaganda não encontrei nada de anormal. Estava vendo o MasterChef quando passou e eu achei uma coisa normal. Uns dois dias depois eu fiquei sabendo que "o mundo tinha caído" por causa da propaganda. Bem, o mundo não caiu, mas o mesmo pastor de sempre deu o seu show e... tenho preguiça dele.
    Quando eu vi que era mais um discurso ridículo de ódio do Malafaia eu nem dei atenção para o assunto. Eu realmente não sei o que tem de errado com esse cara. Sei lá, deve ter falta de alguma coisa na vida dele. Acho que isso explica o fato de ele se meter tanto na vida das outras pessoas. Ele não sabe que o mundo seria um lugar melhor se cada um tomasse conta da própria vida?
    Ai vem com essa de defender a família tradicional Brasileira como se uma propaganda fosse transformar as pessoas em gays e acabar com o modelo patriarcal de família que ele tanto defende. Olhando do ponto de vista dele eu não tenho uma família, pois fui criado por duas mulheres... Minha avó e minha mãe? Isso é uma família tradicional?
    Aí eles vem com essa de que as crianças não estão preparadas para isso... Acreditem que a reação das crianças é mais madura do que a de vocês. Até crianças entendem o que é gostar de alguém. Sempre me disseram uma coisa e agora eu vejo que é verdade: adulto gosta de complicar as coisas. Me explica no que afeta a sua vida se dois homens se beijam? Se andam de mãos dadas? Isso por um acaso vai te influenciar a fazer o mesmo? Porque se influenciar você tem assuntos mal resolvidos...
    Depois vi que o pastor (que suja até o nome da igreja, pq não são todos os evangélicos que tem o pensamento ridículo dele) tentou fazer um boicote com o Boticário. Acho bom ele falar para os seguidores abandonarem a internet e tudo que foi criado por gays... Ou por quem apoia gays... A igreja diz pra pra pregar amor... o cara prega ódio... E tem gente que o segue como se as palavras dele fossem proferidas pelo próprio Deus, pra quem acredita...
    O que eu posso dizer?
    Bem, vamos simplesmente parar de dar atenção para isso... Ele não merece... O máximo que posso fazer por ele é borrifar boticário pra ver se ele vira uma pessoa melhor... Vai continuar mala, mas cheirando bem... O que diminui um pouco a ânsia que eu tenho ao olhar para a cara dele...

Volta e cabelo



    Séculos desde a última vez que eu estive aqui. Faz tanto tempo que eu até me esqueci da senha e do e-mail que eu usava para entrar aqui... Bem, se vocês estão lendo é porque depois de uma luta tremenda na qual eu xinguei vários nomes eu consegui logar.
    Bem, minha intenção é não me afastar por tanto tempo... Se bem que o que fez com que eu me afastasse foi a falta de internet... Ainda estou sem, mas encontrei um aplicativo que permite que eu use a internet do celular no computador... Está travando muito (meu computador é velho), mas vamos lá...
    Com a volta do blog eu pretendo mudar a aparência dele e falar de mais coisas... Entre essas “mais coisas” eu incluo a moda... Não, não sou nenhum fashionista e nem pretendo postar look do dia. O que pretendo fazer é falar dos estilos que eu gosto e, de certa forma, pedir sugestões... Se me vissem no momento ficariam chocados... Tipo, eu não sou bonito, reconheço, mas no momento eu estou... Bem, se eu sentasse no chão da rua jogariam moedas para mim ou perguntariam se eu preciso de comida... Esse é o meu estado nesse instante.
    Não é nem falta de estilo, é mais falta de vontade de viver. E falta de dinheiro também...
    Bem, esse post não foi criado para eu reclamar, embora eu tenha feito isso umas três vezes em pouquíssimas linhas. É um dom natural. Faço sem perceber. Eu estou tentando trabalhar nisso de ficar reclamando... Bem, eu sou feio... Isso não vai mudar se eu ficar reclamando, então... O jeito é aceitar a condição de feio e aceitar o fato de que vou ficar sozinho para sempre e seguir em frente... Eu reclamei novamente, não?
    Bem, vamos começar o post...

    Hoje eu quero falar sobre cabelos...
    Não sei se já falei no blog antes, mas eu sou negro e meu cabelo é crespo. O que quer dizer que não é tão fácil achar um corte de cabelo. Sempre vejo uns cortes muito legais, mas todos para pessoas com cabelos lisos e... eu não quero alisar o meu cabelo. Gosto dele crespo. Aprendi a amá-lo como é, mas eu reconheço que ele também precisa de um corte, precisa de cuidados...
    Eu curto várias páginas sobre cabelo no instagram, mas sempre postam apenas fotos de pessoas com cabelos lisos... Falta uma representatividade nesse quesito. É como se a única solução para quem tem cabelo crespo fosse raspar a cabeça. Eu quero ousar também.
   Já ouvi pessoas dizendo que o cabelo crespo é sujo e que parece que a pessoa não se cuida. Se eles soubessem o trabalho que dá manter o cabelo crespo não diriam isso. Mas é claro que isso é apenas mais um preconceito, disfarçado. Como se o cabelo certo fosse o liso. Quem disse que o meu cabelo crespo é ruim? Ele não é ruim para mim. É como disse uma menininha que eu vi no Encontro. Ruim é ter que aturar opinião de gente idiota.
    Bem, não sei se alguém vai realmente ler esse post, mas deixem suas opiniões sobre o assunto e deixem também, nos comentários, o que vocês fazem para cuidar dos seus cabelos...

    Eu juro que queria fazer uma coisa bem para cima... Mas eu sou de humanas, desculpa. Sempre vejo preconceito em praticamente tudo e acabo transformando quase tudo em um tipo de discurso mal feito.
    Eu vou trabalhar nisso também, prometo...

    Bem, isso está uma bagunça, não? É pra combinar com a vida de quem está escrevendo...
    Ah, antes que eu me esqueça: Deem uma olhada na página no facebook... Enquanto eu não estava mexendo aqui postei umas coisinhas lá...