quarta-feira, 6 de julho de 2016

Manda Nudes?

   
O que você sente quando manda uma nude para alguém?
    Nunca mandei uma, e não pretendo, porque eu simplesmente sinto que eu não sou essa pessoa. Não me sentiria bem sabendo que tem uma foto minha, pelado, com outra pessoa. Já me preocupa o fato de as pessoas poderem pegar minhas fotos, de rosto, no facebook.
    Bem, ontem eu estava conversando com um carinha e ele pediu que eu mandasse uma foto para ele. Para me encorajar ele mandou uma de cueca e... Pela primeira vez eu retribui. Uma foto de cueca como a dele. Só que... Eu não me senti bem fazendo isso. Não sou eu a pessoa que manda esse tipo de fotos, sabe? Apesar de a coisa da Disney ser um grande veneno eu ainda tenho isso em mim. Quero um conto de fadas, não um filme pornô.
    Depois da foto de cueca ele mandou uma pelado... Tentando me encorajar novamente a fazer o mesmo que ele, mas dessa vez eu não fui capaz. E então ele começou a fazer elogios, dizendo que isso o deixaria muito feliz e... Enquanto ele soltava os elogios eu me sentia pior e pior...
    É claro que gosto de admirar corpos, mas... Não me pareceu uma coisa legal, entende? Trocar fotos pelado com uma pessoa que eu não conheço e... Caramba, como eu sou puritano as vezes.
    O sexo, a nudez, é vista como um grande tabu e... Eu nunca tive autoestima pra ficar mandando fotos para os outros. Não recrimino quem manda, mas... Agora eu sei, definitivamente, que eu não sou esse tipo de pessoa. Não chegue pedindo nudes. Demonstre interesse pela pessoa. Muitas vezes as palavras que ela pode dizer são mais interessantes, te darão mais prazer do que o prazer que terá olhando para um pênis ou uma bunda.
    Não me peça nudes. Me pergunte o livro que eu estou lendo, o tipo de música que eu gosto, planos para o futuro...
    Sim, eu sei que sou puritano e que dá pra ler isso aqui revirando os olhos...

quarta-feira, 8 de junho de 2016

Gay solitário


   Eu queria poder fazer postagens felizes sempre. Sempre falando do lado positivo da vida, mas... Eu não sou uma pessoa feliz. Já devo ter falado sobre isso aqui antes, sempre digo as mesmas coisas e acabo me esquecendo que já disse. Então falo novamente como se fosse a primeira vez e... Bem, isso é chato.
    Eu não tenho pessoas com quem conversar, então, na maioria das vezes fico com os pensamentos na minha cabeça ou escrevo textos no word que nunca vou mostrar pra ninguém. Por um tempo eu estava bem com isso, mas agora... Agora não está dando. Sei que não vou ter resposta para isso e que provavelmente ninguém está lendo isso, mas pelo menos tenho a impressão de que alguém está lendo, de que alguém está me ouvindo.
    Quero falar sobre a minha solidão... Sei que não é uma coisa exclusiva minha, mas... Como lidar com ela? As pessoas vivem dizendo que existe sempre um par de chinelo velho para um pé cansado, mas... Isso é uma grande mentira, sabe? Eu tenho vinte e cinco anos e nunca tive ninguém ao meu lado. Ninguém que se importasse comigo, ninguém que me olhasse como se eu valesse a pena. As pouquíssimas interações que eu tive com outras pessoas foi através de bate-papos e nunca foi nada sério. Eram apenas pessoas que estavam interessadas em sexo e quando viam o meu rosto desapareciam simplesmente.
    Quando digo que sei que vou morrer sozinho deve parecer exagero, mas essa é uma coisa que me atinge diariamente. Sempre que eu sou obrigado a sair de casa pra fingir que estou vivendo. Eu tenho noção de como eu sou e de como é o mundo no qual vivo. Vejo as pessoas e não consigo ver nenhuma que poderia me olhar do jeito que eu preciso.
    Isso é uma bosta, sabe. O mundo te cria para esperar que uma coisa maravilhosa aconteça. Te cria para esperar que um príncipe te aguarda no futuro, de que a felicidade aguarda, de que está ao alcance de todos, mas... Isso é mentira. E nunca me disseram isso quando eu era criança. Me deixaram crescer acreditando que seria feliz e... Hoje em dia a única coisa que me deixa feliz é pensar que a morte me aguarda. E eu a desejo cada vez mais. Não queria ser essa pessoa. Queria ser feliz com a vida e poder compartilhar textos alegres e motivacionais sobre como é bom estar vivo, mas... Não vejo a vida como essa maravilha toda.
    Eu sempre me preocupei demais com a opinião das outras pessoas a meu respeito. Ainda me preocupo, mas hoje eu tenho noção de que não importa o que eu fizer, as pessoas sempre irão falar... Eu devia ser uma pessoa melhor por isso, não? Mas eu não consigo.
    Eu tenho evitado o espelho... "Eu costumava ser tão bonito para mim..." Quando eu era criança. Agora... Agora eu só quero não existir.
    Eu me pergunto muitas vezes se vou poder ser feliz por pelo menos um dia. Só pra dizer que eu fui feliz antes de morrer. Porque até agora não sei o que é felicidade. O que eu pensava que era felicidade era apenas ignorância. Eu era ignorante em relação ao mundo, ignorante em relação a mim mesmo... Talvez a ignorância seja mesmo uma bênção, não?
     Bem, eu... É melhor eu parar por aqui. Estou muito machucado, mas isso não interessa para as pessoas que ainda esperam coisas de mim. Hora de fingir que estou bem, como sempre fiz, e voltar a pensar nas coisas da faculdade (que eu não consigo me importar)...

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Precisamos falar sobre...

   
"Não coloquem a culpa na vítima." Por favor. Isso é uma coisa que eu percebo que acontece muito no Brasil. Sempre que uma coisa ruim acontece as pessoas acabam se virando contra a vítima. Se uma pessoa é roubada as pessoas a culpam. Dizem que ela deu mole, que devia ter tomado mais cuidado. Se uma pessoa debocha de você dizem que a culpa é sua, pois você tem que se adequar. Se uma pessoa é estuprada as pessoas justificam isso colocando a culpa na roupa que a vítima estava usando ou qualquer outra coisa que tire a culpa dos verdadeiros culpados.
    Isso está errado.

domingo, 22 de maio de 2016

Muro Pequeno!

 
  Eu sumi, mas voltei. E voltei com uma indicação maravilhosa.
    Estava vendo um vídeo no Canal das Bee eles indicaram esse canal que é a melhor coisa do mundo. Um canal chamado Muro Pequeno. Esse é um daqueles canais que você precisa mostrar para todo mundo porque as palavras divulgadas nele são valiosas demais.
    É um canal que trabalha bastante com a desconstrução e... Essa é uma das coisas que o mundo precisa no momento e uma coisa que eu tenho buscado fazer comigo mesmo. O canal apresenta várias discussões bem interessantes que vão desde apropriação de cultura até relacionamentos.
    E além dos temas tem o dono do canal que é uma pessoa que você não consegue odiar. Sério.
    Não vou ficar me prolongando aqui... Corram para o canal e tirem suas próprias conclusões. Procurem por Muro Pequeno no youtube e... Não precisa me agradecer, apenas aproveite aquela maravilha que eu espero que dure para sempre.

Não é por você ser branco que...

    Saiu um vídeo no canal de um youtuber, que eu não me lembro o nome, reclamando sobre o preconceito que os gays brancos sofriam no meio LGBT faz pouco tempo. Não consegui ver o vídeo, porque ele teve bom senso de retirar aquilo do ar (ou as pessoas denunciaram tanto que o vídeo foi tirado do ar), mas consegui ler trechos das coisas que ele disse no vídeo e...
    Você não sofre preconceito por ser branco, colega. Preconceito é outra coisa. Quando as pessoas te maltratam no meio LGBT não é por ser branco, pode ter certeza. Fazem isso porque você é escroto (desculpe pela palavra, mas não consegui achar nenhuma outra).
    Você sofre preconceito por ser gay, por ser branco não. Como você poderia sofrer preconceito por ser branco quando existe todo um sistema dizendo que os brancos são superiores? Não repita isso, por favor. Quem sofre preconceito no meio gay são outras pessoas. São os afeminados, os travestis, as transexuais, os negros... Você não sofre preconceito por ser branco.
     O cara é branco, hetero normativo, provavelmente é cristão. O único "defeito" que o mundo vê em você é ser gay. Não vou dizer que falou essa coisa terrível por maldade. Muitas vezes a falta de informação, ou até mesmo a dificuldade na hora de usar as palavras, fazem com que pareçamos monstros. Antes de falar sobre coisas sérias como preconceito pense umas duas vezes, três... Isso que você sofre por ser branco não é preconceito. Você pode apenas ter encontrado um grupo de pessoas que não gostam do seu "jeitinho" de ser.

quarta-feira, 23 de março de 2016

Objetos

    Esses dias estava lendo um post em uma página no tumblr (não me lembro qual era o nome da página), mas o post me fez pensar na minha própria vida. Falava sobre coisas simples que eu presencio e já vivi, mas não me dava conta.
    Depois de ler o texto comecei a pensar na minha própria vida, nas inúmeras vezes que, sem sucesso, tentei iniciar um relacionamento com alguém. Sempre que eu estava conversando com as pessoas acabava esbarrando no preconceito.
    A conversa estava fluindo maravilhosamente quando não tínhamos cor, mas quando o meu rosto negro aparecia na janelinha eu era xingado ou bloqueado. No início eu simplesmente guardei aquilo comigo, fiquei me sentindo um lixo, mas agora eu consigo colocar isso para fora. Lembro que na época fiquei um bom tempo encarando a tela do computador, tentando entender o que tinha acontecido.
    Eu tenho vinte e cinco anos, nunca beijei na boca e nem fiz as outras coisas... Mas não falo isso com vergonha nem nada. Não acho feio a pessoa ser virgem... Não vou me colocar como um puritano também, o que se guarda para o casamento, porque não sou essa pessoa. Só estou esperando... E... Pelo que percebi com o que conheço do mundo vou esperar para sempre.
    Quando se é gay as coisas já são complicadas, tem muito preconceito. Mas quando você é gay, negro e passivo a coisa complica. Complica porque você sofre preconceito até mesmo dos gays. Parece inconcebível que um gay negro seja passivo... Para muitos é inconcebível que um negro seja gay.
    Eu estou cursando a faculdade de história... Nos primeiros anos ouvi bastante sobre como o corpo do negro era visto na época de Colônia do Brasil. Eu adoraria dizer que as coisas mudaram, mas elas continuam do mesmo jeito. O negro ainda é visto como um objeto. É aquele que você usa para a diversão, nunca para casar.
    Ninguém nunca me propôs alguma coisa séria, mas já me mostraram o pênis no banheiro. Esperavam que eu fosse a pessoa que da alguns minutos de prazer, escondido, para que pudessem voltar para a luz com seus/suas amadas.
    É uma coisa que minha mãe sempre diz: Se a pessoa só te quer no escuro ela não é boa pra você.
    Mesmo com todos os meus problemas de auto-estima, eu não estou disposto a ser apenas um objeto para ninguém. Eu sei que eu mereço ser amado, mesmo que as vezes eu diga para mim mesmo que não mereço afeto. Eu quero poder olhar para uma pessoa e saber que ela gosta de mim do mesmo jeito que eu gosto dela. Quero que ela olhe para mim sabendo que não sou apenas um corpo que será usado e dispensado na manhã seguinte.
    Eu não sou um pênis ambulante. Nem sou uma bunda ambulante. Se quiser qualquer um dos dois terá que lidar com a pessoa... Você não deve começar uma conversa perguntando o tamanho do pênis de uma pessoa...
    E o pior nessa coisa toda de o negro ser visto apenas como um corpo é que nem mesmo os negros querem ficar com os negros. Certa vez estava no badoo (parei de usar essas redes sociais porque acabam me fazendo mal. Não preciso lidar com superficialidade das pessoas que se encontram nelas) e estava sem foto. Conversei com um carinha, negro... E quando mandei uma foto minha para ele o que ele disse?
    "Aff, você é negro!"
    Como se fosse o maior pecado do mundo. Não estou dizendo que você é obrigado a ficar com uma pessoa negra, mas... Se você está mais preocupado com a cor da pele da pessoa que pode vir a ficar com você, devo dizer que você não está preparado para encontrar alguém.
    Esperava que ele dissesse que eu era feio. Teria aceitado isso, não sou do tipo que se ilude com essas coisas, mas não foi o que ele disse. Quando o questionei ele pediu desculpas. Disse que tinha agido daquele jeito porque é como as pessoas agem com ele. O que não é um motivo para que você trate mal uma pessoa.
    Eu tenho a Disney na minha cabeça, como sabem. Tenho sonhos de encontrar um grande amor. Aquela coisa bem Disney de troca de olhares, ficar sem ar perto dele... Mas... Vendo o mundo real é fácil ver que isso nunca vai acontecer, não é? Eu não sou bom o bastante, para ninguém, no mundo real. Negro demais para os brancos, negro demais para os negros... O que me resta?

Voltei!

    Voltei!
    E espero que dessa vez seja por muito tempo.
    Bem, estive fora por vários motivos... Ainda é um período complicado. Estou em ano de TCC na faculdade, mas vou tentar ficar o mais presente possível.
    Primeiramente quero mudar o estilo do blog. Estava até pensando em fazer outro e abandonar esse, mas não vou... "You and me have a whole lot of history..." E a gente não abandona as coisas assim.
    Bem, esse post foi só pra falar da volta mesmo...