sábado, 25 de fevereiro de 2012

Está com medo de que?

    Acho que nunca me senti tão assustado como me senti hoje.
    Eu estava num tipo de "encontro as escuras". Eu conheci o cara hoje e ele me chamou para sair. Eu estava com muito medo, nervoso, mas eu disse sim.
    Ele disse: Me enconte na frente da igreja as oito em ponto.
    Eu fui. Tinha muitos caras lá, caras muito lindos, devo dizer. Todos sem camisa. Eu estava pirando, eles estavam olhando para mim, mas nenhum deles pegou o telefone para me ligar, me senti triste. Talvez ele tenha me visto e pensou que eu era muito feio e fugiu.
    O ruim é que agora eu queria estar lá, com ele. Eu disse para os meus parentes que eu estava indo pra uma festa de aniversário... mal sabem eles que eu iria soprar a vela... Essa é a parte ruim, toda essa coisa de mentiras.
    Me sinto como um Pretty Little Liar (pequeno mentiroso). Vivendo num mundo de mentiras e mais mentiras.
   O relógio marca 22:14 e eu ainda estou assustado. Sinto como se meu celular fosse tocar a qualquer momento. Ele tem meu nome, meu email... Talvez ele me odeie agora e banque o Finn Hudson me empurrando pra fora do armário. Eu vi o orkut dele e ele conhece muitas pessoas que eu conheço... Não é assustador? Bem, não sou gay assumido...
    Todos nós sabemos como o mundo é perigoso. Especialmente se você for gay. Eu pensei que ele fosse membro de algum grupo de skin heads e que fosse tentar me matar. Eu vi o jornal na minha mente, e eu estava morto. A polícia estava olhando no meu computador procurando arquivos sobre o assassino.
    Bem, eu enviei um email pra um amigo falando tudo.
    Eu estava na frente da igreja e então corri... Não quero pensar que foi uma chance na vida. Vou deixar com Deus, mesmo que ele seja preguiçoso quando se trata da minha vida. Quer dizer, qual é? Tenho 21 anos e sou virgem... todo virgem... não quero um caixão branco...
   

What are you afraid of?

    Guess I never felt so scared as I felt today.
    I was in one kind of  "blind date". I just met this guy today and then he called me to go outside. I was really afraid, nervous, but I said yes.
    He said: Meet me in front of the church at eight o'clock.
    I went. There were a lot of guys there, really handsome guys, I should say. All shirtless. I was going crazy, they were looking at me, but none of them took the cell phone to call me, so I felt miserable. Maybe he saw me and thought I was really ugly and ran away.
    The bad thing is that now I wish I was there, with him. I told my parents that I was going to a birthday party... What they didn't know is that I was going to blow the candle... This is the sad part, all this lying thing.
    I just feel like as was a pretty little liar. Living in a world of lies and more lies.
    The clock shows 22:14... I'm still scared. I feel like my mobile would ring any moment. He got my name, my email... Maybe he hates me right now and wants to play Finn Hudson taking me off the closet. I saw his orkut and he knows many people that I do know... Isn't it scary? Well, I'm not an out gay...
    We all know how dangerous the world is. Specialy if you are gay. I thought he was the member of a skin head group and was trying to kill me. I already saw the newspaper in my mind, and I was dead. Police was looking into my computer files to find something about the murderer.
    Well, I send an email to a friend of mine talking about everything.
    I was in front of the church and then a ran away... I don't want to think that it was a chance in a life time. I leave it to God, even though he is really lazy when it comes to my life... I mean, come on. I'm 21 and I am virgin... all virgin... I don't want a white coffin...

    Please tell me all the mistakes... I'm just learning English and I think it would help me to learn even more...

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Ligeiramente Extraordinário!

    Olá pessoal!
    Hoje estou iniciando mais uma aba aqui no blog. É um conto que estou escrevendo. Não sei se vai fazer sucesso, mas senti vontade de escrever. Algumas partes (as chatas) aconteceram comigo. Espero que curtam... Deixem comentários e sugestões. Esse conto é meio que uma novela, uma obra aberta, e a opinião de vocês conta!!!


Ligeiramente Extraordinário!